Caio sempre traduzindo sentimentos.

‘  Eu queria te contar que não dói mais. Só que agora não importa tanto o que você vai pensar sobre isso.

Queria que você soubesse que já vi nossos filmes milhares de vezes e nem chorei. Ok, chorei. mas pelo filme, e não por você.

Mas ainda sim, não dói.

Você não pergunta essas coisas, mas sei que gostaria de saber.

Porque te conheço. E isso não mudou. Do mesmo jeito que adivinhei as coisas ruins que você aprontaria, eu sei as coisas boas que ficaram aí em você e te fazem lembrar de mim.

Porque a vida segue. Mas o que foi bonito fica com toda a força.

Mesmo que a gente tente apagar com outras coisas bonitas ou leves, certos momentos nem o tempo apaga.

E a gente lembra. E já não dói mais, mas dá uma saudade.

 

Uma saudade que faz os olhos brilharem por alguns segundos e um sorriso escapar volta e meia, quando a cabeça insiste em trazer a tona, o que o coração vive tentando deixar pra trás.

Confesso que me dá uma saudade irracional de você. E tenho vontade de voltar atrás, de ligar, de te dizer mil coisas, e cair em suas mãos, sem me importar com nada, simplesmente te entregar meu coração.

Mas não, renuncio, me controlo e digo para mim mesmo que não é assim, que não pode ser, eu me fui de você e você se foi de mim, e não volta.

— Caio Fernando Abreu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: